ESPORTE

Botafogo-PB goleia o Atlético e Campinense vence o Treze; confira os jogos do Paraibano

botafogo (1)

Botafogo-PB x Atlético

 

Em um jogo de dois tempos bastante distintos, o Botafogo-PB goleou o Atlético de Cajazeiras de virada, por 4 a 1, na tarde deste domingo (04), no estádio Almeidão, pela décima rodada do Campeonato Paraibano. Mário Sérgio, que entrou no segundo tempo, marcou duas vezes.

 

Se na primeira etapa o Belo foi um time preguiçoso e que pouco criou e saiu atrás no marcador, sendo vaiado por sua torcida na saída para o vestiário, no segundo o time acelerou, virou o jogo e goleou.

 

Logo aos 13 minutos, o ataque atleticano avançou pela direita e a bola foi cruzada na área. Depois de passar por todo mundo, a pelota ficou com Cleitinho, que bateu de pé esquerdo. Após ser rebatida pela defesa, a bola ficou livre para Edson Pitbull, sozinho na pequena área, só escorar de pé direito e abrir o marcador.

 

O Belo chegou com perigo mesmo só aos 42 do segundo tempo. Felipe Cordeiro fez boa jogada pela direita, Dico cabeceou e Gerson fez uma defesa muito difícil para evitar o empate.

 

No fim, o Botafogo-PB resolveu pressionar. Aos 46, Marcos Aurélio fez jogada individual pelo meio, avançou e chutou de pé direito da entrada da área, e obrigou Gerson mais uma vez a fazer uma boa intervenção para salvar o Trovão.

 

Segundo tempo

 

Depois do intervalo, o Atlético de Cajazeiras começou assustando, e antes do primeiro minuto Edson Pitbull mandou um chutaço de fora da área e a bola beijou a trave direita de Saulo.

 

Aos 4, o Belo balançou as redes. Mas não valeu o gol. Dico recebeu a bola e tocou por baixo, na saída de Gerson, mas o bandeirinha marcou impedimento.

 

O empate botafoguense saiu aos 10 minutos. Marcos Aurélio cobrou falta pela esquerda e Hiroshi, que entrou no intervalo, apareceu no meio da zaga e cabeceou firme para estufar a rede atleticana.

 

O Atlético de Cajazeiras se retraiu e o Belo aproveitou para virar logo o placar. Aos 18 minutos, Saulo fez um lançamento preciso para Carlos Renato, que tocou para Marcos Aurélio. O camisa 10 chutou de primeira, da entrada da área e Mário Sérgio, oportunista, desviou com o pé direito no meio do caminho e mandou a bola para o fundo do gol.

 

Empolgado, aos 21 minutos, o time da estrela vermelha foi para cima mais uma vez, e Mazinho foi derrubado na área por Keven Lucas e Antônio Umbelino marcou pênalti. Na cobrança, Marcos Aurélio bateu com segurança, no meio do gol, e fez o terceiro gol botafoguense.

 

A porteira se abriu e rapidamente o quarto gol saiu. Aos 28, Marcos Aurélio chutou da intermediária, sem muita força. Mas a bola foi quicando, o goleiro Gerson se atrapalhou, espalmou para frente e Mário Sérgio, mais uma vez bem colocado, mandou de pé direito, no alto, para anotar seu segundo gol no jogo.

 

A goleada deixa o Botafogo-PB na segunda colocação do Grupo A, e agora vai enfrentar o Sousa na pré-semifinal. A primeira partida será na quarta-feira (07), no sertão. A volta, domingo (11), no Almeidão. Por ter uma campanha melhor, o Belo joga por dois resultados iguais para se classificar.

 

Já o Atlético de Cajazeiras vai disputar o quadrangular do rebaixamento, e estreia também na quarta-feira.

 

 

Campinense X Treze

 

Na estreia do técnico Ruy Scarpino, o Campinense se vingou do rival Treze e garantiu a classificação às semifinais do Campeonato Paraibano. No clássico em que Jeffrerson fechou o gol e o ataque funcionou, a Raposa venceu o confronto por 2 a 0, e de quebra, terminou a fase na primeira colocação do Grupo A, com 23 pontos.

 

Os gols do time raposeiro foram marcados póor William Goiano e Jackinha, um em cada tempo. Apesar do revés, o Galo, que havia vencido o primeiro Clássico dos Maiorais por 1 a 0, também avançou direito, já que ficou na liderança do Grupo B, com 14 pontos.

 

Sem vencer o Treze há mais de dois anos, o Campinense foi melhor em campo. E marcou logo aos 15 minutos. Depois de uma cobrança de escanteio de Alex Murici, William Goiano cabeceou para dentro do gol de Copetti.

 

O Galo ainda teve chance de empatar no finalzinho do primeiro tempo. Reinaldo Alagoano ficou cara a cara com Jefferson, soltou uma bomba, mas o goleiro defendeu.

 

Na segunda etapa, a Raposa veio com a mesma determinação. E marcou o segundo gol aos 10 minutos. Depois de um contra-ataque bem armado, Muller Fernandes passou para Jackinha, que avançou e chutou cruzado, sem chances para Copetti.

 

Depois disso, o Alvinegro tentou de todas as formas chegar pelo menos ao empate, mas o goleiro Jefferson fez grandes intervenções, garantindo o placar para a Raposa.

 

Ficha técnica

 

Campinense x Treze

 

Data: 04/03/2018 –

 

Local: Estádio Amigão/ Campina Grande

 

Competição: Campeonato Paraibano 2018 (10ª rodada)

 

Árbitro: Pablo Alves

 

Assistentes: Márcio Freire e Tomaz Diniz.

 

Cartões amarelos: Jackinha, Rafael Jensen, Marcinho (C); Leilson (T)

 

Gols: William Goiano (C), aos 15min do 1ºT, Jackinha (C), aos 10min do 2° T

 

 

Campinense

Jeferson, Alex Murici, William Goiano, Rafael Jensen e Jackinha; Felipe Macena, Neto, Tarcísio (Robinho) e Marcinho; Muller Fernandes (Matheus Ortigoza) e Thiago Potiguar (Marcelo Silva). Técnico: Ruy Scarpino

Treze

 

Copetti, Talisson, Leonardo Luiz, Ítalo e Johnnattan; Elielton, Dedé, Caíque (Canutama) e Fábio Neves (Renato Diniz); Leilson (Vitinho) e Reinaldo Alagoano. Técnico: Flávio Araújo

 

Voz da Torcida

 

 

Demais jogos

 

Serrano 0 X 1 Nacional de Patos

 

Auto Esporte 1 X 1 CSP

 

Desportiva Guarabira 0 X 2 Sousa

 

 

 

Fonte: ParaibaJa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp