A empresa Prenner Construções LTDA foi contratada por R$ 1.608.500,00 para organizar a decoração natalina em João Pessoa. Ela foi a vencedora do processo licitatório da Prefeitura de João Pessoa, Pregão Eletrônico nº 33003/2019. Essa contratação é R$ 689.650,00 mais cara que a feita em 2018, também com a Prenner.

A Prenner Construções foi vencedora também na licitação do ano passado para a mesma “prestação de serviços de instalação, manutenção e desmontagem de iluminação natalina com fornecimento de materiais na cidade de João Pessoa”, e foi contratada pelo valor de R$ 918,850,00.

De acordo com a Prefeitura de João Pessoa, em contato com o ClickPB, o valor de contratação é maior, neste ano, porque foram ampliadas as áreas em que haverá decoração natalina.

A homologação da contratação em 2019, por R$ 1,6 milhão, foi assinada pela secretária de Planejamento da Capital, Daniella Bandeira e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (21).

clickpb

O presidente da Câmara de João Pessoa, João Corujinha (DC), sofreu um mal estar nesta quarta-feira (21) durante sessão e precisou se retirar devido a pressão arterial que subiu. E os problemas de saúde podem fazer com que ele se afaste da Casa por tempo ainda não determinado.

Caso isso aconteça, quem ficará respondendo pelo Poder Legislativo Municipal será o vice-presidente Léo Bezerra (PSB). Ele confirmou a possibilidade da necessidade de afastamento de Corujinha, mas disse que ainda irá conversar com o colega parlamentar para ter certeza do que irá acontecer nos próximos dias.

“Essa semana ele deverá fazer uns exames mais específicos e depois disso irá para o médico. Somente depois disso é que teremos certeza do que irá acontecer. Mas devo conversar com ele ainda hoje (quarta-feira) para saber o que aconteceu. Ele se sentiu mal e teve que sair. Espero que não seja nada demais e que ele não precise ficar longe da Câmara por muito tempo”, disse Léo Bezerra.

clickpb

O aplicativo ‘Preço da Hora’, implantado recentemente na Paraíba, será expandido para todos os Estados do Nordeste. A garantia foi dada ao governador João Azevêdo pelos demais gestores da região, em Teresina, no Piauí, onde eles estão reunidos, nesta quarta-feira (21), para participar de reunião do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste.

“Eu fiz uma apresentação rápida do aplicativo e, de forma unânime, ele foi reconhecido como um grande instrumento que pode trazer muitos benefícios para todos os Estados; por isso que já ficou definido que os outros Estados entrarão em contato com as equipes técnicas para que a gente possa compartilhar esse aplicativo, a fim de fazer com que ele seja utilizado em toda a região”, explicou João Azevêdo.

Na ocasião, o chefe do Executivo da Paraíba também ressaltou a importância de mais um encontro promovido pelo Consórcio Nordeste. “A expectativa é sempre positiva. A gente avança em várias pautas a cada vez que o Fórum se reúne e vamos tirar da Carta de Teresina alguns direcionamentos”, disse.

Durante a reunião, os governadores estão discutindo temas relacionados à educação e à mediação tecnológica para a criação da Universidade Aberta do Nordeste; missão especial com União Europeia; criação de um escritório do Consórcio na China para negócios e atração de investimentos para a região, além do desenvolvimento do turismo e ações de preservação ambiental.

O Consórcio Nordeste foi criado em março deste ano e formalizado no dia 29 de julho, durante reunião dos governadores da região em Salvador, e atua em áreas como o desenvolvimento econômico, infraestrutura, meio ambiente, articulação política e jurídico-institucional, desenvolvimento social, ciência, tecnologia e inovação, segurança pública e administração penitenciária, desenvolvimento da gestão e comunicação pública e estatal.

clickpb

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes vai abrir, no dia 03 de setembro, 30 vagas para o curso básico de DJ para quem quer aprender técnicas de discotecagem e mergulhar no universo da música eletrônica. A idade mínima para participar é 11 anos. Os interessados podem se inscrever no setor administrativo da Estação, que fica localizado no Altiplano Cabo Branco, munidos dos documentos pessoais (RG e CPF). As aulas terão início no dia 19 de outubro e serão ministradas pelo DJ Cristian Lima, mais conhecido na área como DJ CrisL.

Durante o curso, os alunos terão a oportunidade de aprender a linguagem musical e a sua estrutura, ampliar seu repertório e criatividade, para produzir e criar sets de músicas de diferentes estilos. O objetivo é que o aluno possa vivenciar o papel de um DJ em seu processo de mixagem, improviso e composição. O curso também estimula a autonomia do aluno e o trabalho em grupo, com atividades práticas de organização, montagem e ajustes de equipamentos de mixagem e controladores de som.

“Em um mercado de constante transformação e crescimento, o curso proporciona uma base sólida de musicalidade e harmonia para o início de uma trajetória de sucesso. Este é o primeiro passo para uma carreira como DJ iniciante, como hobby ou profissão. Os alunos vão aprender, na prática, técnicas de discotecagem variadas, utilizando mixagem e improvisação com aparelhos modernos e tecnologias de ponta”, explica o DJ e ministrante do curso, CrisL.

As aulas irão acontecer sempre no mini auditório da Estação das Artes – anexo da Estação Cabo Branco, sempre aos sábados, a partir das 14h. A carga horária é de oito horas. “Esta é a continuidade de uma parceria muito importante com o DJ CrisL, que repercute muito bem dentro da área cultural, justamente por ter acesso a este tipo de curso gratuitamente. É um privilégio para muitas pessoas, principalmente pelo fato do profissional ministrante ser muito gabaritado aqui na Paraíba. A Estação Cabo Branco fica feliz com esta parceria e renova este convite a todas as pessoas que se interessam pelo assunto”, pontuou Jonathan Vieira, diretor-geral da Estação Cabo Branco.

O ministrante – CrisL é DJ desde 2007, qualificado pelo Curso de DJ da Imepe Recife. Atua em diversos pubs da Capital, e já esteve em muitos eventos importantes, como o réveillon de João Pessoa. Em 2019, CrisL iniciou o projeto social de Curso de DJ Gratuito, com o intuito de compartilhar todo o conhecimento adquirido ao longo de seus mais de dez anos de carreira.

paraiba.com.br

Karoline Calheiros, noiva de Gabriel Diniz, que morreu no último mês de maio em acidente aéreo, diz que as joias que o cantor levava em mochila no momento da queda do avião foram roubadas.

“Todas as peças de ouro dele foram roubadas no acidente. Infelizmente. Na mochila dele tinha um compartimentozinho que ele colocava as joias dele. Tudo foi embora. Que as pessoas que estão com esses objetos sejam abençoadas porque isso têm um grande significado pra gente, até porque ele criava, ele desenhava e bolava tudo que usava. A gente tem um ourives lá em João Pessoa que fazia todas as peças pra ele. Mais do que o ouro, tinha um valor sentimental porque era uma obra dele”, disse em live com internautas.

Entre todos os pertences do artista, apenas a agenda estava intacta. “Acharam a mala e a mochila. Tudo estava destruído. Menos a agenda preta dele e todos os planos e projetos e os agradecimentos. Ele gostava de escrever ‘Sou grato a fulano por isso’, tudo está nessa agenda. Deus deixou essa agenda intacta para botar os projetos dele para a frente e vamos colocar em prática com o tempo”, afirmou.

A jovem, que completou 25 anos no dia da morte do companheiro, ainda respondeu outras perguntas e garantiu que recebe sinais dono do hit “Jenifer”. “Ainda não sonhei com Gabriel. Acho que vai ser assim um momento muito especial. Ele tá se fazendo de difícil. Não tá vindo agora pra gente. Mas tem sempre ele nos lugares. A gente sempre recebe sinais dele de alguma forma”, destacou.

Karoline refletiu sobre a vida após a morte. “A gente segue firme porque ele tá num lugar muito melhor que a gente. Minha preocupação era que ele tivesse sofrido. Fiquei com essa agonia por muito tempo. Mas ele não sofreu. Já estava tudo preparado nos céus para ele ser recebido da melhor forma. Coisas que fogem do nosso entendimento. Só a fé que explica (…) Estamos seguindo na fé, sempre à procura de fé. Todos os dias leio a Bíblia. Eu lia muito para Gabriel o texto da Libertação. A fé de todas as pessoas queridas fazem Gabriel estar cada vez melhor onde ele estiver”, observou.

A noiva do cantor lembrou ainda sobre o momento em que recebeu a notícia da morte de Gabriel e como foi difícil acreditar que era verdade. “Como eu recebi a notícia? Deus é tão perfeito que nos tirou de casa para que a gente não soubesse pela televisão. Como todo mundo sabe, era o dia do meu aniversário, e tinha amigos aqui na Praia do Gunga (Alagoas), e choveu muito. Eu acredito que tenha sido o momento do acidente, uma chuva muito forte e a gente esperou para ver o mirante. Quando eu desci do mirante, antes de entrar no carro, recebi uma ligação de Andrezinho, que cuidava da agenda do Gabriel. Ele me perguntou se Gabriel estava comigo. Eu não sabia de nada. Achei ele muito sério. Ele já sabia o que tinha acontecido. Quando estava fora do carro, o saxofonista ligou e disse que tinha acontecido alguma coisa com Gabriel. Não olhei Instagram, não liguei rádio. Voltamos para casa. Recebi muitas ligações. Foram 40 minutos até em casa. A gente de fato não sabia de nada. Uma amiga minha que mora em Sergipe me ligou e disse que estava indo para o local do acidente. Precisei de três confirmações para saber que Gabriel tinha partido”, acrescentou.

Segundo a jovem, a ficha só caiu quando viu uma imagem do cantor no local do acidente. “Primeiro uma mensagem dizendo que havia quatro corpos. Fake news, eu pensei. A Roberta chegou no local do acidente e me disse que era ele. Pra mim ainda havia esperança. Eu desesperei na hora, mas ainda tinha esperança. Pouco tempo depois, meu tio me mostrou a foto. E daí ele chegou com o telefone e disse ‘Karol é ele’. Quando vi o rostinho dele percebi que era ele mesmo.

A noiva de Gabriel Diniz falou também sobre a difícil despedida em velório. “Eu fiquei muito ansiosa para vê-lo. Desesperei porque precisava. Quando eu cheguei lá, eu sabia que ali só era matéria. Ele estava com o aspecto de uma pessoa um pouco mais velha, acho que era maquiagem, mas muito sereno, do jeitinho que ele dormia”, relatou.

Rede TV

A Amazon começou a vender uma minicasa que pode ser transportada para qualquer lugar. Medindo 12,7 m², a construção pode se expandir para até 26,6m², com apenas um comando no controle remoto. Fabricada pela empresa chinesa WZH Group, especializada em residências modulares, a casa é comercializada totalmente mobiliada e pronta para morar: tem sofá, geladeira, mesa, cadeira, cama e banheiro completo. Quem vive nos Estados Unidos pode adquirir o produto pelo preço de US$ 36.800, equivalente a R$ 150 mil, com entrega estimada em 25 dias. O produto não está disponível para entregas no Brasil.

Fechada, a minicasa parece um contêiner de metal com acabamento em fibra de vidro. Ao apertar um botão no controle remoto, entram em ação mecanismos hidráulicos responsáveis por expandir a plataforma de entrada. Assim, é possível que a casa aumente de tamanho e transforme o cômodo de sala em um quarto espaçoso, por exemplo. A expansão permite, ainda, que a casa tenha portas e janelas fabricadas em modelos convencionais.

Além de aumentar o tamanho da casa, o processo posiciona painéis solares no teto que, em conjunto com gerador de energia eólica, são capazes de abastecer a casa por até 32 horas. Assim, a minicasa não depende de energia elétrica para que aparelhos eletrônicos funcionem.

A Amazon dos Estados Unidos vende diversos modelos de minicasas. Os da marca Allwood Claudia, por exemplo, custam cerca de US$ 9 mil (R$ 36 mil na conversão atual) e incluem apenas a estrutura externa, que é feita de madeira. Já o modelo construído pela empresa Bantam Built é equipado com rodas e é ideal para viagens. O preço, no entanto, é mais alto: US$ 50 mil (cerca de R$ 203,7 mil na conversão atual).

O sucesso das minicasas está diretamente ligado ao aumento dos preços de imóveis nos Estados Unidos. Segundo a agência de classificados Zillow, a média de preço de casas neste país é de US$ 227,7 mil (R$ 927,9 mil). Já no Brasil, uma pesquisa feita pela FipeZap, da Zap Imoveis, apontou que o valor médio dos imóveis ficou em R$ 7.174 por metro quadrado. Vale destacar que o tamanho das casas brasileiras fica em torno de 70 m². O estudo foi divulgado em fevereiro de 2019.

A popularidade desse tipo de residência criou um movimento chamado “tiny house” (casa pequena, em tradução livre), que une a economia na compra da casa com a busca por um estilo de vida mais sustentável. A casa da WZH Group, por exemplo, consome apenas energia limpa e conta com banheiro químico, que diminui a poluição do meio ambiente. Embora seja sucesso nos EUA, a tendência ainda é tímida no Brasil.

tchtudo

Com o Maracanã lotado, Flamengo e Internacional começam nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), a disputa das quartas de final da Libertadores. O Rubro-Negro vai tentar fazer valer a força de seu ataque, que tem média de três gols marcados em casa no Brasileiro, enquanto os colorados confiam em sua sólida defesa, que não é vazada há mais de 500 minutos, para levar um bom resultado para Porto Alegre.

Os clubes voltam a se enfrentar pela Libertadores depois de 26 anos. Na edição de 1993, pela fase de grupos, houve um empate por 0 a 0 no Beira-Rio e vitória do Flamengo no Maracanã por 3 a 1. A partida de volta será no dia 28, na próxima quarta-feira, no Beira-Rio. Quem avançar, enfrenta o vencedor do confronto Grêmio x Palmeiras.

Flamengo: técnico – Jorge Jesus
A tendência é de que a base da equipe que goleou o Vasco por 4 a 1 seja mantida, mas com um desfalque de peso: Gabigol, artilheiro do time no ano com 24 gols, foi cortado pelo departamento médico. A tendência é que Bruno Henrique seja o centroavante, e Everton Ribeiro retorne ao meio. Recuperado de lesão, Rodrigo Caio está de volta e deve formar a zaga com Pablo Marí. Vitinho também retorna a artroscopia, mas fica como opção no banco de reservas.

Quem está fora: Gabigol, com dores na coxa esquerda, e Diego, que se recupera de uma cirurgia no tornozelo.

Pendurados: Bruno Henrique e Arão.

Internacional: técnico – Odair Hellmann
Após dois treinos fechados, o Inter chega ao Rio de Janeiro cercado de mistério. Edenílson é a principal dúvida. O volante se recupera de lesão muscular, mas deve estar em campo – caso não atue, Nonato é o substituto provável. Mais atrás, Rodrigo Lindoso tem presença praticamente garantida, mesmo que ainda sinta dores no tornozelo esquerdo. Odair também mantém aberta a disputa entre Rafael Sobis (mais cotado) e Nico López.

Quem está fora: Rodrigo Dourado e Matheus Galdezani

Pendurados: não há.

ge

Após mais de seis anos sem se apresentar na capital paraibana, Milton Nascimento retorna à cidade nesta quinta-feira (22) com um show histórico. Ele sobe no palco do teatro Pedra do Reino, no Centro de Convenções, às 21h, com a aclamada turnê Clube da Esquina, que revisita o repertório dos dois discos de mesmo nome, lançados na década de 1970.

Com o estrondoso sucesso de Travessia, em 1967, Milton Nascimento começou sua premiada carreira internacional e gravou três discos importantes na sequência. O mais revolucionário deles foi o quarto: o duplo Clube da Esquina, que levou também o nome de Lô Borges na capa. Até hoje, o trabalho é considerado como um dos mais ambiciosos da história da música brasileira.

Em 2017, o álbum Clube da Esquina 1 comemorou 45 anos, e em 2018, foi a vez de o disco Clube da Esquina 2 completar 40 anos. Diante da passagem de datas tão importantes, Bituca – como Milton é carinhosamente conhecido – tomou a decisão de dedicar um projeto inteiro ao Clube da Esquina.

A turnê – lançada no último mês de março – chega a João Pessoa depois de ter passado por nove países, além de diversas cidades brasileiras. “Eu nunca tinha pensando em fazer algo que juntasse os dois discos do Clube, mas agora me veio um sentimento de que era hora de fazer isso”, explicou o artista. “Quero trazer uma ideia que possa unir as pessoas. E tenho certeza de que este será o meu projeto mais especial em todos estes anos”, revelou.

No palco, Milton estará acompanhado por Wilson Lopes (guitarra e violão), Alexandre Ito (baixo), Ademir Fox (piano), Widor Santiago (metais), Lincoln Cheib (bateria), Zé Ibarra (vocal) e Ronaldo Silva (percussão). A turnê tem Augusto Nascimento, na direção artística; Wilson Lopes, na direção musical; e os irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo (Os Gêmeos), no projeto de cenário.

MEMÓRIAS

As passagens de Milton por João Pessoa foram poucas e com grandes intervalos de tempo entre elas. A primeira, aconteceu em março de 1989, no Espaço Cultural. A segunda, apenas dez anos depois, quando lançou o disco Crooner, em evento no tradicional Hotel Tambaú. A última, em janeiro de 2013, em show gratuito no Busto de Tamandaré. A saudade acumulada a cada hiato desses contribuiu para tornar os reencontros ainda mais especiais. “Essa turnê Clube da Esquina com certeza vai ser um acontecimento muito mágico, mesmo, pra não dizer mais”, revelou.

SERVIÇO

O show na capital paraibana acontece a partir das 21h, no teatro Pedra do Reino, localizado no Centro de Convenções. Os portões serão abertos às 20h. Os ingressos para as poltronas do setor Plateia custam R$100 (meia) e R$200 (inteira). Já do Balcão, R$60 (meia) e R$120 (inteira). As vendas acontecem na loja Rutra, localizada no Manaíra Shopping; e também na internet, pelo site www.eventim.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4003-6860 e através do e-mail atendimento@eventim.com.br.

Assessoria

O Hemocentro da Paraíba está convidando os doadores de sangue O–, A+ e A– para comparecerem à unidade na Avenida Pedro II, 1119, em João Pessoa, a fim de ajudar a recompor os estoques que estão críticos. De acordo com a coordenadora de Ações Estratégicas da instituição, Elaine Santana, a demanda por esses tipos sanguíneos aumentou nas últimas semanas e para garantir cobertura nas necessidades transfusionais é preciso ampliar as doações.

“Precisamos de todos os tipos de sangue para atender as solicitações das unidades de saúde que realizam transfusão, mas estamos buscando melhorar o nível do estoque para os tipos A, tanto negativo quanto positivo, e O–. Precisamos que os doadores compareçam ao Hemocentro para equilibrar o estoque”, afirmou.

O Hemocentro da Paraíba em João Pessoa está aberto para a doação de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h30, e aos sábados das 7h às 17h.

Para doar sangue é preciso atender critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS). Conforme a portaria de Consolidação número 5, anexo IV do MS, os candidatos à doação de sangue precisam estar em boas condições de saúde; ter de 16 a 69 anos, sendo que o limite de idade para a primeira doação é de 60 anos e doadores com idade de 16 a 17 anos precisam estar acompanhados do responsável legal (pai ou mãe).

Também é necessário pesar acima de 50 kg; ter repousado no mínimo 6 horas na noite antes da doação – de preferência antes da meia-noite – e estar alimentado, evitando alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação. Demais critérios serão avaliados pela equipe da triagem clínica durante entrevista individual e sigilosa realizada com os candidatos à doação.

No Hemocentro, o processo de doação começa na recepção, onde é realizado o cadastro do doador mediante a apresentação de documento oficial e original com foto (carteira de identidade, de trabalho, habilitação ou passaporte).

A etapa seguinte é a pré-triagem onde são avaliados peso, altura, temperatura corporal e nível de hemoglobina do candidato. Na triagem clínica, momento da entrevista individual e sigilosa realizada por um profissional médico ou enfermeiro, o candidato a doador deverá responder a perguntas pessoais que serão avaliadas pelo triador para determinar se a coleta poderá ser realizada sem causar prejuízo ao doador e aos receptores.

Secom-PB

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) está na lista das 17 estatais que serão privatizadas ainda este ano, de acordo com o previsto pelo Governo Federal. O anúncio será feito nesta quarta-feira (21), segundo informou o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta terça-feira (20).

Nas justificativas para a privatização dos Correios, o Ministério da Economia aponta corrupção, interferências políticas na gestão da empresa, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas na entrega de mercadorias vendidas pela internet, o e-commerce.

Como exemplos de ineficiência, o estudo aponta o “elevado índice de extravio”, e morosidade no ressarcimento dos produtos extraviados.

Nos estudos para a venda da estatal, o Ministério da Economia aponta o rombo de R$ 11 bilhões no fundo de pensão dos funcionários, o Postalis. Além disso, o Postal Saúde, o plano que atende aos funcionários, tem um rombo de R$ 3,9 bilhões.

O estudo diz que os Correios são uma “vaca indo para o brejo”, envolvendo risco fiscal de R$ 21 bilhões”.

Em junho deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o governo federal não pode vender estatais sem aval do Congresso e sem licitação quando a transação implicar perda de controle acionário.

clickpb