ESPORTE

11 trocas em 6 anos: desde 2013, Palmeiras não consegue manter técnico até fim da temporada

petrucioferreira

A saída de Felipão do Palmeiras faz parte de uma rotina do clube nos últimos anos. A última vez que o Verdão começou e terminou a temporada com o mesmo treinador foi em 2013, ano da primeira gestão de Paulo Nobre, quando Maurício Galiotte foi vice .

Com mudanças de perfil ao longo dos anos, a diretoria palmeirense apostou em jovens, em profissionais mais experientes, técnicos identificados com o clube e até estrangeiros. Agora a bola da vez para assumir o Verdão é Mano Menezes.

Contratado na reta final de 2012, justamente para substituir Felipão, Gilson Kleina deixou o cargo em maio de 2014. De lá para cá, o clube optou por dez trocas no comando do Verdão. Quem assumir o Palmeiras agora será o 11º técnico em seis anos.

Na gestão de Alexandre Mattos, o Verdão não passou uma temporada sequer sem demitir um treinador. De 2015 para cá, foram nove trocas (já contando a atual).

2013
Gilson Kleina (início em 19/9/2012)
2014
Gilson Kleina (saída: 8/5/2014)
Ricardo Gareca (de 21/5/2014 até 1/9/2014)
Dorival Júnior (de 3/9/2014 até 8/12/2014)

2015
Oswaldo de Oliveira (de 15/12/2014 até 9/6/2015)
Marcelo Oliveira (início em 15/6/2015)

2016
Marcelo Oliveira (saída: 10/3/2016)
Cuca (de 12/3/2016 até 12/12/2016)

2017
Eduardo Baptista (de 16/12/2016 até 4/5/2017)
Cuca (de 5/5/2017 até 13/10/2017)
Alberto Valentim (de 14/10/2017 até 5/12/2017)

2018
Roger Machado (de 22/11/2017 até 26/7/2018)
Felipão (início: 26/7/2018)

2019
Felipão (saída: 2/9/2019)

ge

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp