ESPORTE

Fla vence CSA e mantém vantagem na liderança do Brasileirão

654a6s4d

Em grande fase na temporada, classificado para a finalíssima da Copa Libertadores, o Flamengo confirmou a sua superioridade e venceu o CSA neste domingo (27), no Maracanã, para a festa dos cerca de 69 mil torcedores que compareceram ao estádio, no Rio de Janeiro. Arrascaeta abriu o placar para os rubro-negros no início da partida. O time alagoano deu vários sustos nos flamenguistas, mas a equipe carioca segurou o placar.

O resultado pode ter sido magro, apertado, mas a vitória do clube carioca foi fundamental para manter a diferença de dez pontos sobre o vice-líder Palmeiras, que também venceu na rodada — 2 a 1 sobre o Avaí, em Florianópolis. Agora, o Fla tem 67 pontos e o time alviverde chegou aos 57.

O jogo

O time rubro-negro manteve o ritmo frenético no ataque que tem caracterizado a equipe desde a chegada do treinador português Jorge Jesus. Foram várias jogadas que levaram perigo ao gol dos alagoanos.

Aos 8 minutos, Éverton Ribeiro fez grande jogada dentro da área e passou para Arrascaeta, que deu um belo corte no zagueiro e chutou. O goleiro João Carlos falhou e o meia uruguaio abriu o placar.

O Flamengo seguiu em seu ritmo ofensivo e teve ótima chance de ampliar, aos 22. Gabriel Barbosa tentou de cabeça, o goleiro espalmou, o próprio atacante pegou o rebote, limpou a marcação e chutou para outra boa defesa de João Carlos.

Sustos

Aos 34, o veterano lateral-direito Apodi invadiu a área e chutou firme para o gol. Diego Alves fez uma grande defesa e evitou o empate do CSA. Mais tarde, aos 40 minutos, Dawhan recebeu na área, limpou o zagueiro Thuler e carimbou a trave de Diego Alves, que conseguiu tocar na bola e salvou o Flamengo novamente.

Porém, apesar do atrevimento da equipe alagoana, o Flamengo manteve a superioridade no campo e criou várias outras jogadas que poderiam ter resultado na ampliação do placar ainda no primeiro tempo.

Segundo tempo

O time flamenguista manteve o ritmo na volta do intervalo e partiu para cima do adversário em busca do segundo gol, que poderia dar uma certa folga à equipe em campo.

Aos 18 minutos, Bruno Henrique invadiu a grande área pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou. O goleiro rebateu e, na sobra, a bola teria batido na mão do zagueiro.

A torcida rubro-negra e os jogadores pediram a marcação de um pênalti, mas o bandeirinha havia indicado a saída da bola antes do toque do atacante flamenguista.

Aos 21, o atacante Gabriel Barbosa, artilheiro do Brasileirão, dominou na entrada da área e disparou um chute forte em direção ao gol, mas João Carlos espalmou.

Pouco depois, aos 23 minutos, Apodi escapou pela esquerda, entrou na área, tirou do goleiro Diego Alves, que saía para abafar o lance, e chutou. A bola bateu na zaga rubro-negra e os jogadores do CSA pediram toque de mão. A arbitragem havia marcado o impedimento do lateral-direito do time alagoano.

Diego Alves decisivo

Aos 34 minutos, o goleiro flamenguista fez outra grande defesa para garantir a vantagem do time carioca em campo. Desta vez, o atacante Warley recebeu livre na área e bateu, mas parou em Diego Alves.

Outro veterano e conhecido de torcedores de vários clubes, o atacante Alecsandro deu mais um susto nos flamenguistas ao cabecear com muito perigo, aos 40 minutos. A bola raspou a trave direita de Diego Alves, que apenas observou.

Aos 44, Gabriel Barbosa ficou frente a frente com o goleiro do CSA e chutou forte, mas João Carlos defendeu. O jogo ficou emocionante nos minutos finais.

Próximos jogos

Na 29ª rodada do Brasileiro, o Flamengo visitará o Goiás, quinta-feira (31), às 20h, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Um dia antes, na quarta, às 21h30, no Rei Pelé, em Maceió, o CSA receberá o Corinthians.

R7

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp