TECNOLOGIA

De olho em relógios inteligentes, Google compra Fitbit por US$ 2,1 bilhão

fitbit

A Alphabet, controladora do Google, anunciou ontem que fechou um acordo para adquirir a fabricante de relógios e pulseiras inteligentes Fitbit, em um negócio avaliado em US$ 2,1 bilhões. Segundo Rick Osterloh, diretor da divisão de hardware do Google, a empresa pretende gerar inovações na categoria de dispositivos vestíveis, investindo em relógios inteligentes e monitores de saúde.

Fundada em 2007, a Fitbit foi uma das primeiras empresas a explorar o mercado de vestíveis, ainda no início desta década. Para analistas, a expectativa é também a de que o negócio ajude o Google a recuperar terreno em um setor dominado pela rival Apple.

Dona do Apple Watch, a empresa de Tim Cook fechou o ano de 2018 com metade da participação no mercado global de relógios inteligentes. Embora tenha um sistema operacional para relógios, o Wear OS, o Google não tem nenhum dispositivo próprio.

Estadão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp