ESPORTE

Paraibano Victor Ferraz fala sobre gratidão ao Santos e explica motivo da escolha pelo Grêmio

victor_ferraz-1024x683

Depois de seis temporadas, a passagem de Victor Ferraz pelo Santos chegou ao fim. O lateral-direito demonstrou profunda gratidão com os momentos vividos no clube paulista e entendeu que era a hora de mudar de ares. De time novo, o jogador de 31 anos, em entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com, explicou o motivo da escolha pelo Grêmio.

O contrato de Victor Ferraz com o Grêmio vai até dezembro de 2021. O jogador se apresenta ao técnico Renato Gaúcho no dia 9 de janeiro para iniciar a trajetória em Porto Alegre.

– Acho que sempre a vontade do jogador tem que prevalecer. Tive a procura de alguns clubes, mas o Grêmio é uma equipe histórica. É uma equipe que acho que todo jogador tem vontade de vestir a camisa. Nos últimos anos vem conquistando os resultados contundentes. Uma equipe que joga para frente, que joga bonito e faz com que o jogador queira participar disso também. E principalmente vem conseguindo conquistar. Espero que eu possa conseguir estar à altura dos laterais que o Grêmio já teve. Consiga corresponder com muita vontade, muita técnica, aquilo que o torcedor espera de mim – comentou.

Pelo Santos, Victor Ferraz fez 265 jogos, marcou 10 gols e conquistou dois títulos do Campeonato Paulista, em 2015 e 2016. Ele virou o quarto lateral-direito que mais vestiu a camisa do Peixe na história.

– Falar do Santos é sinônimo de gratidão. Seis temporadas, alguns títulos, muitos amigos. Uma vida, como brinco com minha esposa… são dois filhos em Santos. Santos estará marcado na minha vida para sempre. Mas, como todo ciclo se encerra dentro da nossa profissão, principalmente, acho que o meu acabou chegando ao fim. Fui muito feliz, sempre vou levar com muito carinho o torcedor santista, os jogadores, os funcionários e as amizades. Agora é hora de começar algo novo, uma situação nova na minha vida, e estou extremamente empolgado.

O paraibano vai ter a oportunidade de encontrar no time gaúcho ex-companheiros de Santos, como o zagueiro David Braz (com quem desenvolveu uma amizade) e o meia Thaciano, que é seu conterrâneo.

– É uma equipe que há muito tempo joga junto com Renato. A maioria dos jogadores conheço de enfrentar. Tem alguns com quem já joguei junto também. É o caso de David Braz e Thaciano, que jogaram comigo no Santos. Uma equipe que sempre prioriza ter a bola, propor o jogo, não ficar somente se defendendo para buscar contra-ataques, e isso também é uma das coisas que me atraiu. Gosto desse estilo. Tenho característica grande de bom passe. Espero que consiga com meu futebol contribuir de alguma maneira para o Grêmio conseguir conquistar títulos em 2020.

gepb

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp