O programa de defesa do consumidor (Procon) de Bayeux entrou com pedido de liminar para evitar que o fornecimento de água, energia, e telefonia não seja suspenso em virtude do não pagamento de contas no período de quarentena por conta do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o texto, as medidas emergenciais são extremamente necessárias, mas “trazem inegáveis transtornos aos consumidores que ficam impossibilitados de arcarem, tempestivamente, com seus compromissos”. Apesar da possibilidade de pagamento por meio eletrônico, o texto ressalta a situação de pessoas idosas e outros que não possuem dispositivos ou conhecimento para tais operações.

“O que a gente quer aqui é resguardar nossa população de maiores problemas e garantir que o fundamental não lhes seja tirado”, ressalta o prefeito Berg Lima. Como argumento, o pedido ainda cita a medida do Conselho Monetário Nacional (CMN) de prorrogação, por 60 dias, do vencimento de dívidas de clientes pessoa física e micro e pequenas empresas.

Quem assina o texto é o secretário-executivo do Procon, Aécio Farias. e o texto aguarda decisão da 4ª Vara da Comarca de Bayeux.

PBHoje

Em função da pandemia de Coronavírus, o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues decidiu adiar o “Maior São João do Mundo”, que seria realizado de 5 de junho a 5 de julho deste ano.

Os detalhes e a nova data do evento devem ser divulgados ainda nesta segunda-feira (23) em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, a partir das 18h.

De acordo com a programação divulgada pela Prefeitura de Campina Grande no último dia 6 de março, a abertura seria com o cantor Flávio José, a véspera de São João com Elba Ramalho e o encerramento ficaria a cargo de Santanna, o Cantador.

Também estavam previstos shows com os sertanejos Jorge e Mateus, Gusttavo Lima, Luan Santana e Gustavo Mioto. Os cantores Wesley Safadão, Xand Avião, Avine Vinny, Wallas Arrais, Dorgival Dantas e as bandas Saia Rodada e Magníficos também se apresentariam no evento.

Polemica Paraíba

E aí, você está isolado em casa, cumprindo as orientações para evitar a propagação da pandemia de coronavírus? Que bom, eu também (note a figura descabelada no vídeo abaixo). Hoje, o Instagram lançou um recurso para incentivar as pessoas a permanecerem em suas casas. É a figurinha “Em Casa”. Quando você coloca esse adesivo numa foto e posta na rede social, ela aparece nos Stories, num lugar de destaque, agrupada com outras que também receberam o selo. Veja como fazer:

1. Abra o Instagram e tire uma foto

2. Clique no ícone de adesivos (uma carinha quadrada no canto superior direito)

3. Escolha a função “Em Casa”

4. Cole na sua foto e publique. Volte para a página inicial do seu Instagram e recarregue. Os Stories com o selo “Em Casa” aparecerão agrupados numa bolinha com o mesmo desenho da figurinha, uma casinha rosa e roxo. Curtiu? Então, vai lá mostrar para todos os seus amigos como anda seu rotina de confinamento.

FONTE: UOL

Em meio à quarentena por conta do coronavírus, ir ao mercado pode ser um desafio. Contudo, o iFood está aí para ajudar com isso, já que, desde antes da chegada da pandemia ao Brasil, a plataforma adicionou um serviço muito interessante a seu catálogo: o delivery de compras de mercado.

Assim como é fácil pedir comida pronta para comer, se tornou prático receber as compras em casa. Para além do período de quarentena, o serviço do iFood é útil para quem tem problemas de locomoção ou para quando o usuário está sem tempo para ir aos estabelecimentos pessoalmente.

Na plataforma, é possível encontrar de tudo: desde os itens básicos, até produtos de açougue e petshop. Pode haver taxa de frete, mas, em alguns casos, o cliente não precisa pagar a mais para receber as compras no conforto de sua casa.

O melhor é que o pedido pode ser feito tanto pelo aplicativo para dispositivos móveis quanto pelo PC. Confira como é prático e fácil realizar as compras (nas duas modalidades).

Como fazer as compras de mercado pelo aplicativo do iFood no dispositivo móvel

  1. Para começar, é essencial que se faça o download do aplicativo (iOS ou Android);
  2. Feito isso, acesse o iFood e se dirija para a área “Categorias”, que fica na parte superior da tela de início, e clique em “Mercado”. Dentro dessa categoria você encontrará subcategorias, como “Feira” e “Padaria”, ou poderá fazer uma busca livre sobre o que preferir, como o nome do estabelecimento;
  3. Assim que encontrar o que procura, adicione os produtos na sacola virtual. Faça isso quantas vezes for necessário;
  4. Após selecionar tudo o que precisa, clique em “Ver sacola”, etapa que te apresentará os itens escolhidos, endereço de entrega, forma de pagamento e ainda a opção “Adicionar mais itens”, caso você tenha esquecido de algo;
  5. Quando tudo estiver certo, clique em “Fazer pedido” para solicitar suas compras.

Como fazer as compras de mercado pelo iFood na web

O processo é bem parecido com o modo a ser seguido no aplicativo, mas conta com algumas mudanças, afinal, são plataformas diferentes. Veja:

  1. Acesse o site do iFood e faça login com a sua conta;
  2. Assim que obtiver acesso, clique na categoria “Mercado”. No PC não existem a subcategorias, mas você pode filtrar sua pesquisa por “Entrega”, “Cozinhas” ou “Pagamento”;
  3. Clique no estabelecimento escolhido e aperte a seta para baixo para visualizar as categorias de produtos disponíveis naquela loja específica;
  4. Escolha os itens e clique sobre eles para ler as descrições. Para selecioná-los, basta apertar em “Adicionar”;
  5. Depois que todos os produtos escolhidos estiverem na sacola virtual, clique em “Sacola” no canto superior direito da tela para visualizá-los, assim como o endereço de entrega e a forma de pagamento;
  6. Assim que tudo estiver de acordo com o que você deseja, selecione “Fazer pedido”para finalizar.

 

Via: TechTudo

 

Algumas empresas de telemarketing de João Pessoa continuam funcionando normalmente apesar das medidas de prevenção impostas pelo governo estadual em decreto publicado na última sexta.feira (21).

“De forma excepcional, com o único objetivo de resguardar o interesse da coletividade na prevenção do contágio e no combate da propagação do coronavírus, (COVID-19), os call centers e similares deverão, a partir de 23 de março de 2020, funcionar com, no máximo, 100 operadores trabalhando simultaneamente e mantendo distância mínima de 2 (dois) metros um do outro”, diz o Artigo 5º do decreto assinado pelo governador João Azevêdo (Cidadania).

“Só aplicaram a medida de afastar um operador do outro depois que foram sinalizados de que a Vigilância Sanitária iria fazer vistoria. Aí isso rolou hoje e foi a maior correria para separar todo mundo e deixar um ponto de atendimento vago entre um operador e outro, não estava assim antes”, contou um dos operadores da AeC que preferiu não se identificar.

De acordo com o funcionário, a empresa tem enviado motoristas de aplicativos para buscar os atendentes em casa, tendo em vista que um decreto assinado pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) impediu os ônibus de circularem durante quinze dias desde o dia 21 de março.

“Tomaram umas medidas paliativas, como disponibilizar álcool em gel em vários pontos, interditar bebedouros, uma limpeza mais acentuada dos locais e separar as mesas do refeitório, mas ainda sim tem muita gente junta. É uma rotatividade enorme de pessoas, tudo no mesmo espaço. Está todo mundo com muito medo”, reclamou.

Tentamos entrar em contato com a AeC por meio do número de telefone com DDD de Belo Horizonte disponibilizado por eles no site da empresa, mas não obtivemos resposta.

Funcionário da Liq, em Mangabeira, relataram os mesmos problemas: mesas a uma distância menor do que a determinada pelo governo, muitos colaboradores em um local fechado por muito tempo, além da falta de higienização e de equipamentos de segurança, como máscaras.

Redação

Com o objetivo de reforçar as ações de saúde na prevenção e tratamento do coronavírus, o deputado federal da Paraíba Ruy Carneiro apresentou nesta segunda-feira projeto de decreto legislativo defendendo o corte de 50% nos salários de deputados federais durante três meses. E sugeriu que todas as demais casas parlamentares do Brasil façam o mesmo: Senado, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais.

Os recursos economizados se destinariam às ações de emergência para proteger a população da pandemia da COVID-19. Só com o corte no Congresso Nacional, nas remunerações de deputados e senadores, seria possível uma economia de cerca de R$ 30 milhões, mas esse valor chegaria um volume muito maior com a adoção dessa medida nos 5.570 municípios e nos parlamentos estaduais.

“O momento é de dar exemplos. Muitas trabalhadoras e trabalhadores tiveram ou terão perdas, inclusive com a suspensão dos contratos de trabalho instituída em Medida Provisória. Portanto, temos que dar exemplos também no parlamento e mesmo nos demais poderes”, defendeu Ruy.

“Com os recursos economizados dos salários de deputados, senadores e vereadores, podemos garantir o orçamento necessário para a compra, por exemplo, de respiradores, de equipamentos e materiais de proteção para médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que estão na linha de frente desta guerra lutando bravamente em favor de toda a população”, defende Ruy.

“O momento exige de todos nós uma contribuição, um sacrifício, para que a população consiga superar da melhor maneira possível este período”, diz. A proposta já foi protocolada na Câmara dos Deputados com um pedido especial de urgência em sua tramitação e votação. “O Brasil tem pressa porque o vírus se propaga muito rapidamente e precisamos proteger a população, principalmente os grupos mais vulneráveis, como idoso e portadores de doenças crônicas”, acrescenta Ruy Carneiro.

PB Agora

 

Não é porque você está cumprindo o isolamento social, que não pode se entreter com shows de seus artistas favoritos. Agentes culturais da Paraíba idealizaram o festival ‘Eu fico em Casa PB’, com shows de cantores paraibanos através de lives nas redes sociais.

Cada um fará uma apresentação de 30 minutos. A duração da programação será de sete dias, entre 21 e 28 de março. Os shows sempre acontecem das 18h às 21h. Serão mais de 25 horas da autêntica arte musical paraibana. Lembrando que cada artista fará a live em seus perfis no Facebook, Instagram e YouTube.

Confira a programação desta segunda-feira 23 de março: 

18:00 – Suzy Lopes e Paulo Vieira
18:30 – Jéssica Melo
19:00 – Daniel Costa (PaVio)
19:30 – Paulo Ró
20:00 – Matheus Pimenta
20:30 – Titá Moura
21:00 – Os Gonzagas

A Polícia Civil realizou uma abordagem inusitada para que as pessoas cumprissem as medidas de quarentena em Santa Catarina, devido à pandemia de coronavírus, em que a ordem é ficar em casa. A “tempestade de areia” foi realizada durante um sobrevoo do helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) na sexta-feira (20), na Praia da Galheta, em Florianópolis. O estado já tem quase 70 casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, e está em situação de emergência.

De acordo com os agentes, ao verificar que algumas pessoas estavam tomando sol e não respeitando as medidas, os membros da corporação sobrevoaram mais perto da praia, causando o vento que levantou a areia.

A corporação informou que a ação ocorreu durante a fiscalização do cumprimento das medidas de restrição decretadas pelo governo do estado em espaços públicos, praias e praças. Ainda de acordo a polícia, ações como essa devem se repetir nos próximos dias.

A Polícia Civil pede para que denúncias de descumprimento dessas medidas sejam feitas pelo telefone 181.

Situação de emergência e restrições – O governo catarinense decretou situação de emergência no último dia 17, após a confirmação de que já havia casos de transmissão comunitária da doença no estado, ou seja, quando não é possível identificar o local do contágio. Desde então, a intenção é impedir a aglomeração de pessoas para evitar a propagação do vírus.

Entre outras restrições, estão proibidos eventos de forma geral, transporte coletivo municipal, intermunicipal, interestadual e internacional, e a permanência das pessoas em espaços públicos como parques, praças e praias. Além disso, comércios considerados não essenciais devem permanecer com as portas fechadas.

ClickPB

Em meio a centenas de casos suspeitos de coronavírus no Brasil, que aumentam minuto a minuto, um casal de noivos que iria realizar uma festa em São Roque (SP) para mais de 300 convidados precisou adiar o tão esperado dia do “sim” perante o público e improvisar um casamento virtual.

Letícia Gandara e Davi Lima, ambos de 23 anos, acharam prudente manter os convidados em suas casas em vez de partirem para a festa, que seria realizada no último sábado (21), em um sítio na cidade do vinho.

Porém, para não deixar de comemorar a união, o casal fez uma pequena cerimônia e transmitiu ao vivo pelas redes sociais a partir de 12h.

Para que a celebração ocorresse, um aparador coberto com uma toalha branca, que ganhou castiçais e algumas flores, foi posto na sala da casa do noivo, compondo o cenário.

“Decidimos adiar a festa e fazer uma cerimônia para os nossos pais, as testemunhas do civil e um pastor”, contou a noiva sobre a festa improvisada com apenas 10 pessoas.

Assim, apesar do cancelamento a dois dias da festa, que teve um custo de R$ 45 mil, os cerca de 40 padrinhos e outros convidados puderam conferir a transmissão ao vivo via Facebook.

“Foi muito difícil e doloroso. A gente tentou ao máximo não cancelar a festa, mas foi uma medida de proteção necessária com os convidados”, disse Letícia.

Até mesmo na hora de encontrar um vestido mais simples para ser usado na festa improvisada Letícia sentiu dificuldades, já que todos os comércios estão fechados na cidade.

“Tive que entrar em contato com uma loja de uma pessoa conhecida, que estava fechada. Entenderam a situação e abriram só para eu comprar o vestido”, explicou a noiva sobre a aquisição do modelo branco, de alcinhas e com bordados.

O casal tem esperança que, em outubro deste ano, a pandemia já tenha passado e, com isso, consiga finalmente fazer a festa “presencial” para todos os convidados e não perder o valor já investido nos itens do casamento.

“A gente pensa: por que isso está acontecendo comigo? Foi muito difícil de aceitar, só que a situação saiu do controle”, relatou a jovem.

Além da festa, assim como pede a tradição, Davi e Letícia embarcariam em uma viagem de lua de mel para a Europa, que também precisou ser cancelada. Os dois trabalham para conseguir remarcar o passeio também para o fim do ano.

ClickPB

Em nota oficial divulgada hoje (21) em seu site, o Comitê Olímpico do Brasil defendeu o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para o próximo ano, em período equivalente ao originalmente marcado, entre o fim de julho e a primeira quinzena de agosto.

As justificativas do órgão foram o notório agravamento da pandemia de Covid-19, que já infectou 250 mil pessoas em todo o mundo, e a consequente dificuldade dos atletas de manterem seu melhor nível competitivo pela necessidade de paralisação dos treinos e competições em escala global.

No documento, o presidente do COB, Paulo Wanderley, se pronunciou de forma oficial: “Como judoca e ex-técnico da modalidade, aprendi que o sonho de todo atleta é disputar os Jogos Olímpicos em suas melhores condições. Está claro que, neste momento, manter os jogos para este ano impedirá que esse sonho seja realizado em sua plenitude”.

O comitê aproveitou a ocasião para ressaltar que a proposta de fazer os jogos em 2021 não altera a confiança da entidade no Comitê Olímpico Internacional (COI) e de que a melhor solução para o olimpismo será tomada.

“O COI já passou por problemas imensos anteriormente, como nos episódios que culminaram no cancelamento dos Jogos de 1916, 1940 e 1944, por conta das guerras mundiais, e nos boicotes de Moscou 1980 e Los Angeles 1984. A entidade soube ultrapassar esses obstáculos, e vemos a chama olímpica mais forte do que nunca. Tenho certeza de que o Thomas Bach, atleta medalha de ouro em Montreal 1976, está plenamente preparado para nos liderar neste momento de dificuldade”, completa Paulo Wanderley.

Ainda na nota oficial, o comitê lembrou que, desde o início da pandemia, a entidade tem priorizado a saúde e o bem-estar dos atletas brasileiros e colaboradores. Há uma semana, a entidade cancelou eventos públicos e preparatórios para os jogos e determinou na terça-feira (17) o fechamento total do CT Time Brasil.

Agência Brasil