O Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou o prazo de 30 dias para que a Autarquia Especial de Limpeza Urbana (Emlur) refaça o procedimento emergencial que contratou três empresas para a coleta de lixo de João Pessoa.

A decisão aponta uma série de irregularidades na contratação emergencial de três empresas para a coleta de lixo da cidade, como falta de transparência e planejamento. Um dos principais problemas diz respeito ao prejuízo de R$ 436 mil, após uma empresa classificada desistir do contrato e a segunda colocada ser chamada.

A EMS Serviços Eirelli venceu a licitação emergencial com a proposta de preço de R$ 11.464.247,63. A empresa, porém, desistiu do contrato e a segunda colocada, Beta Ambiental LTDA, foi chamada. A Beta Ambiental, no entanto, cobrou R$ 11.900.447,80, enquanto deveria receber o mesmo valor da empresa desistente.

Assim, o conselheiro do TCE, André Carlo Torres Pontes, decidiu que o processo licitatório deve ser refeito, e também que, no próximo processamento de despesa, a Beta Ambiental receba o pagamento mensal de R$ 1.910.707,94, inclusive promovendo a compensação de parcela eventualmente já quitada, para manter o valor da proposta da primeira colocada.

A contratação emergencial das empresas tem validade de seis meses e foi realizada em janeiro, após o contrato anterior acabar e a coleta de lixo na cidade deixar de acontecer por vários dias. A condução dessa licitação já havia sido questionada por empresas que não conseguiram participar. A licitação que deveria trazer uma solução mais definitiva para o problema também foi suspensa pela Justiça por irregularidade no edital, conforme noticiou o ClickPB.

ClickPB

Funcionários de uma rede de supermercados de João Pessoa fizeram um apelo nas redes sociais, pedindo a população que diminua a aglomeração de pessoas dentro do estabelecimento comercial. “Nós estamos aqui por vocês, venha às compras apenas uma pessoa por família”, diz a frase estampada em cartazes que os funcionários fizeram em uma foto para pedir aos paraibanos.

A mensagem repassada pelos profissionais, segue a tendência de pedidos de médicos e enfermeiros de hospitais ao redor do mundo com a hastag #fiqueemcasa, que é uma campanha internacional. Porém, supermercados, padarias, farmácias são estabelecimentos de uso essencial para população.

Muitos supermercados adotaram a distância nas filas para que os clientes não fiquem juntos. Fitas foram usadas para demarcar a localização de cada carrinho e pessoa.

ClickPB

O Nubank anunciou nesta terça-feira (24) o lançamento de uma iniciativa de apoio aos clientes durante o coronavírus. A empresa se comprometeu a usar R$ 20 milhões para ajudar os clientes que estejam precisando durante a crise, oferecendo vouchers para vários serviços.

Até abril, o atendimento ao consumidor do Nubank será treinado para entender se o cliente passa por um momento de necessidade e bancará coisas como um pedido no iFood ou uma compra por meio do Rappi. A empresa conta com uma rede de parceiros até o momento.

Veja o que cada parceiro oferece:

iFood: o atendimento do Nubank pode oferecer créditos para quem precisar de entrega de comida. O valor da compra e da entrega serão cobertos pelo Nubank, que também instruirá o usuário sobre como realizar o pedido se necessário. Válido a partir de 24 de março.

Rappi: o atendimento pode oferecer créditos para quem precisar realizar alguma compra com entrega pela internet. Novamente, o valor tanto das compras quanto da entrega seria coberto pelo Nubank, com instruções para realizar o pedido. Válido a partir de 24 de março.

Sírio-Libanês: o hospital liberou gratuitamente 1.000 consultas médicas remotas para clientes do Nubank, com atendimento por vídeo com um médico. O Nubank também pretende usar a verba os R$ 20 milhões para oferecer esse serviço grátis aos clientes além das 1.000 consultas. Válido a partir de “algum momento da semana do dia 23”, porque ainda há detalhes da parceria a serem resolvidos.

Zenklub: o atendimento do Nubank pode disponibilizar códigos para utilização da plataforma de psicólogos online sem custo. Basta acessar, escolher um profissional e marcar um horário. Válido a partir de 24 de março.

Zee-Now: o atendimento pode oferecer um voucher de até R$ 100 para compras na plataforma de entrega de produtos de pet-shop, que só está disponível em São Paulo e no Rio de Janeiro. Disponível “a partir da semana do dia 23”.

Além das parcerias, o Nubank diz que está trabalhando em outras soluções para seus clientes neste momento. “Muitos times aqui no Nubank estão trabalhando dia e noite para desenvolver alternativas mais flexíveis para esse momento tão difícil, inclusive com taxas de juros reduzidas e prorrogação de vencimentos”, diz o comunicado no blog da empresa.

FONTE: Olhar Digital

As inscrições na chamada pública para contratação, em caráter de urgência, de 2.453 profissionais de saúde para prestação de serviço no combate ao novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba foram iniciadas. O edital da chamada foi publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba (DOE-PB) desta terça-feira (24). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela internet, no Portal da Cidadania (clique aqui).

Todos os cargos têm remuneração de R$ 1.500 para 40 horas semanais. No caso do plantão de seis horas, o cargo de médico tem remuneração de R$ 600. Os demais cargos de nível superior, no plantão de seis horas, têm remuneração de R$ 150. Já os de nível médio e técnico, têm remuneração de R$ 100. Para os plantões de 12 horas, da Central de Regulação, a remuneração é de R$ 1.250 para médicos, R$ 205 para enfermeiros e R$ 150 para videofonistas.

As cidades que serão beneficiadas com a chegada do reforço profissional são: João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Patos, Pombal e Mamanguape.

A relação final dos selecionados deve ser publicada na segunda-feira (31) e em razão da finalidade de emergência e urgência da chamada, não cabe recurso do resultado.

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, explicou que as contratações são emergenciais para ajudar no reforço que o Sistema Único de Saúde necessita nesse momento de pandemia do coronavírus.

ClickPB

O cantor e compositor de forró eletrônico e também empresário brasileiro, Xand Avião, e sua esposa testaram positivo para o novo coronavírus (COVID-19).

Foi o próprio Xand quem tornou pública a notícia através dos seus stories no Instagram. Ele gravou vários vídeos ao lado da esposa.

O resultado positivo do casal saiu na última segunda (23) e nesta terça-feira (24), enquanto o resultado da filha saiu negativo.

O cantor aproveitou o momento para parabenizar o Brasil por ficar em casa e deixar uma mensagem de conscientização. “A gente quer pedir a vocês que fiquem em casa, lavem bem as mãos com sabão, não saia pra nada, pra a gente poder passar por isso”.

PB Hoje

 

Após a notícia de que a secretária da diretoria da Maternidade Frei Damião, Quézia Leite, faleceu com suspeita de covid-19, o Click-PB recebeu a informação de que uma das diretoras do hospital está internada com suspeita da mesma doença.

As informações são de que a mulher teve pneumonia e está entubada no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa. O marido dela também apresenta sintomas.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o resultado do exame que vai confirmar se Quézia morreu vítima do novo coronavírus deve ser divulgado ainda nesta terça-feira (24). Caso o resultado seja positivo, outros funcionários do hospital podem ter sido contaminados e devem ficar atentos aos sintomas.

ClickPB

Uma imagem que circula nas redes sociais indica que assaltantes estariam vestidos de profissionais de Saúde para assaltar casas. A informação é de que eles anunciavam que estavam vacinando as pessoas contra a gripe e que, ao entrar, rendiam os moradores e roubavam objetos.

A imagem foi desmentida em diversos grupos, pois já havia circulado como sendo atribuída a diferentes bairros e cidades da Paraíba e do Brasil. Em outros estados, o caso já é tratado como fake.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou ao ClickPB que não houve registro de nenhum assalto ou outro crime praticado relacionado à imagem compartilhada nas redes sociais e que a informação é fake.

Em outro compartilhamento, a fake news foi repassada da seguinte forma: “Assaltantes estão colocando máscaras e vestindo jalecos se passando por médicos. Eles vão até a casa das vitimas e falam que foram mandados pelo governo para distribuição de álcool gel entre outros utensílios para higienização… É MENTIRA!!”

Em outra descrição, a fake news foi atribuída ao bairro Altiplano, em João Pessoa. “06:06 da manhã no Prédio da prima de minha esposa no Altiplano. Esse cara se apresentou como agente de saúde e que estava lá para vacinar os idosos do prédio. O porteiro não deixou entrar pois ele não tinha documentos que o ligavam a prefeitura. Alguém conhece algum agente público que possa confirmar se é real essa vacinação a domicílio? Pois que eu saiba os idosos devem ir ao posto de saúde e tem um bem próximo a esse prédio. (sic)”

O caso foi repassado também com um áudio atribuído à voz do ex-presidente da OAB-PB, Odon Bezerra. Ao ClickPB, Odon Bezerra informou que o áudio deve ser desconsiderado.

Vale lembrar que a vacinação em João Pessoa está sendo feita em esquema ‘drive-thru’, na parte da frente dos shoppings Manaíra e Mangabeira, e na entrada da Bica (Parque Arruda Câmara) com a devida identificação dos profissionais da Secretaria de Saúde da Capital.

ClickPB

Devido à pandemia do coronavírus, a tese de adiamento das eleições municipais tem crescido entre os políticos. O mais recente a defender que o pleito não aconteça no próximo mês de outubro é Cícero Lucena, que já ocupou os cargos de senador, governador da Paraíba e prefeito de João Pessoa. Em entrevista exclusiva ao ClickPB nesta terça-feira (24), Cícero comentou que “esse é um momento de oração, de solidariedade, não de disputa política, de disputa eleitoral”.

Mesmo afastado da política, sem exercer cargo público, Cícero continua sendo uma grande influência no setor político, sempre procurado para aconselhar os demais. “Já dei opinião a alguns parlamentares daqui da Paraíba, e aqueles que eu tive oportunidade aqui do Brasil, para que aproveite esses recursos, não só os R$ 2 bilhões do fundo partidário, outros possíveis dois bilhões que serão gastos no dia da eleição, mas os custos da Justiça Eleitoral para preparar essas eleições. Pegar todo esse recurso e voltar para, exatamente, a solidariedade, o tratamento eficiente na área de saúde para o oque estamos vivendo”, ressaltou Cícero.

Para Cícero, o que o país precisa no momento é de união e solidariedade. “Acredito que as pessoas têm que tirar suas vaidades, seus desejos, seus sonhos”, defendeu o ex-governador. “Eu acho que chegou a hora de o povo se unir e cobrar da classe política como um todo para que possamos fazer a coincidência da eleição de prefeito e vereador para daqui a dois anos”, defendeu.

Cícero ainda se mostrou preocupado com a situação econômica que o país terá que enfrentar logo após o pico da pandemia. “Vai ficar algo que temos todos que nos preocupar, que é a questão do desemprego, a falência das pequenas e médias empresas. O momento é muito sério”, relatou.

Ele ainda fez questão de dizer que agradece a preferência de muitos por seu nome para a disputa nas próximas eleições como candidato a prefeito de João Pessoa. “Quero agradecer todos aqueles que encontro na rua e me dizem que eu deveria ser candidato, agradeço a confiança, mas eu queria dizer que o Brasil é maior e o respeito ao próximo também. Por isso, defendo e peço a todos para que nos juntemos no sentido de defender a eleição só para daqui a dois anos”.

ClickPB

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, nesta terça-feira (24), o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 para 2021. O entendimento sobre a impossibilidade do início das competições no dia 24 de julho, por conta da pandemia do novo coronavírus, aconteceu após conversa por teleconferência entre o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente do COI, Thomas Bach.

Nota publicada no site de instituição esclarece que: “Nas atuais circunstâncias, e com base nas informações fornecidas hoje pela OMS, o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e da comunidade internacional.”

Tocha olímpica

A publicação ainda confirma que a chama Olímpica vai permanecer no país. A tocha chegou ao Japão na última sexta-feira (20), após cerimônia de acendimento, no Estádio Panatenaico, em Atenas, na Grécia.

A medida foi tomada após pressão de atletas e comitês nacionais pelo mundo todo criticarem a manutenção do calendário em meio a pandemia do novo coronavírus. Canadá, por exemplo, havia decidido que não mandaria competidores, caso os jogos ocorressem na data prevista. O Comitê Olímpico Brasileiro também engrossou o coro para a mudança do cronograma.

Guerra mundial

O presente nos faz lembrar do passado, em 1940 as olimpíadas, que também ocorreriam em Tóquio, no Japão, foram canceladas. Mas há 80 anos o motivo foi diferente: a II Guerra Mundial. Este havia sido o segundo cancelamento das Olimpíadas. Os jogos também foram cancelados em Berlim (1916) e em Londres (1944).

Portal Correio

O esquema de vacinação por meio do drive thru começou a funcionar nesta terça-feira (24), em três bairros de João Pessoa. A população idosa poderá receber a vacina de carro no Parque da Bica e nos Shoppings Mangabeira e Manaíra.

Os pontos de ‘drive thru’ funcionam até às 12h e das 13h às 16h. Apenas pessoas que estiverem de carro serão atendidas. Os pontos de entrada, de vacinação e de saída de veículos estão sinalizados.

De acordo com informações, a vacinação ocorre de forma organizada e sem tumultos como foi registrada nesta segunda-feira (23).

A meta é vacinar 90% do grupo prioritário, disponibilizando, ao longo de toda a campanha, 246 mil doses da vacina. Idosos acamados receberão a vacina em casa. Para isso, é preciso ter o cadastro em uma Unidade de Saúde da Família Municipal. Abrigos de idosos de longa permanência também receberão a vacina no local, segundo informou secretária-executiva de Saúde, Ana Giovana.

ClickPB