POLITICA

Cartaxo anuncia prorrogação de decreto: ‘novas medidas estão sendo avaliadas’

Cartaxo

Na manhã desta sexta-feira (15), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), anunciou que o decreto que limita a circulação das pessoas que teria validade até o próximo dia 18 de maio será estendido até 3 de junho.

De acordo com o gestor, a intenção é aumentar o isolamento social na capital paraibana, que tem sido de cerca de 50% nos últimos dias, para conter a proliferação da Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus.

Cartaxo revelou ainda que está sendo avaliada, juntamente com o governo do Estado e prefeitos da região metropolitana de João Pessoa, a possibilidade de impor novas medidas.

Decreto
O novo documento impõe o fechamento temporário de feiras livres e as vendas que ocorrem ao redor dos mercados. O gestor informou que a medida foi tomada após conversar com representantes da Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDURB)

“Conversando com todas as pessoas que acompanham esse tipo de comércio e também fizemos uma avaliação científica. Isso vai possibilitar que tomemos as medidas de adequação e higienização nos mercados públicos e esperamos que isso surta efeito”, afirmou.

O decreto também traz a proibição a todas as praças. “Temos um programa de praças importantes e passamos muito tempo trabalhando nessa perspectiva para que se torne um espaço de lazer, mas , infelizmente vamos ter que parar com isso agora. Toda essa convivência terá que ser suspensa”.

Cartaxo também tornou obrigatório o uso de máscaras na capital paraibana e revelou que deve reforçar o acompanhamento em relação às empresas que oferecem serviços de entrega fazendo com que seja compulsório o uso de máscaras e luvas.

Os serviços desempenhados por profissionais liberais, como corretores, contadores, publicitários, terão que ser realizados obrigatoriamente em regime de home office home.

“Precisamos contar com a colaboração de cada um de vocês, é uma decisão dura, difícil, mas necessária. Esse é o momento de ficar em casa, cuidar das pessoas e salvar vidas. Precisamos tomar isso agora para que, no próximo Dia das Mães, possamos estar perto com muito abraço beijo e contato”, arrematou.

paraiba.com.br

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp