ENTRETENIMENTO

Mini-influenciadora de 4 anos viraliza com vídeos sobre a quarentena; assista

juju-teofilo

Com apenas 4 anos, Maria Júlia Teófilo, a Juju, virou uma espécie de porta-voz dessa quarentena. A menina traduz com sua vozinha infantil e a fala ainda em formação (que troca algumas letras) o que a maioria do mundo vem sentindo durante o isolamento: a falta de uma vida normal. “Tá difícil, viu? Tá difícil, mãe… Porque eu preciso de uma prainha, de uma piscininha”, lamenta ela, num dos vídeos que bombam em seu perfil no Instagram, no qual tem 1,5 milhão de seguidores. Muitos deles famosos, como Sabrina Sato e Luan Santana.

“Fico sempre muito surpresa e feliz por ela atingir também esse público famoso. São muitos artistas que a seguem. É uma responsabilidade imensa tudo isso. Porque de fato a Juju chega ao coração das pessoas. Ela tem um pouquinho da dimensão de tudo isso que a gente está vivendo”, conta Monique Teófilo, a mãe orgulhosa.

Maria Júlia começou a despertar para o mundo da internet aos 2 anos. O que chamou a atenção dos pais e de amigos deles. “Desde pequenininha, ela sempre falou com os olhos, muito comunicativa. Até uma amiga disse que eu não teria para onde correr. A Juju será artista, ela me falou. E ela foi crescendo e a gente via que era muito esperta e falava umas coisas que nem a gente acreditava”, recorda Monique.

Primeiro, a pequena influenciadora mirim ganhou o público do Ceará, estado onde nasceu e vive com os pais e uma irmã. Os vídeos foram se tornando cada dia mais visualizados e viralizaram durante a pandemia do coronavírus. “A gente nunca imaginou que o Brasil iria conhecê-la. O primeiro que fez sucesso foi há dois anos. E ela é muito doce”, elogia Monique, que já teve algumas crises de consciência pelo receio de expôr a menina: “Tudo na vida tem o lado bom e o ruim. No mundo digital não é diferente. Passei por um processo de questionamentos. Mas não foi algo que a gente planejou e ela ama. Nós conversamos muito e ela fica feliz em fazer”.

Monique diz que além de fazer a felicidade da própria Juju, ela acaba prestando uma ajuda a seus seguidores. “Recebo relatos diários de gente que sofre de depressão e que a Juju consegue tirar um sorriso, levar um conforto e um consolo. Então, eu acho que isso é mais importante do que pensar na exposição. Ela é muito leve e não tem nada que seja programado. A gente faz os vídeos de forma muito natural, são nossos momentos em casa”, justifica.

O que vem recebendo com seus publiposts, a influenciadorazinha coloca na poupança. E o futuro, diz Monique, à filha pertence. “Ela fala muito quer quer ser atriz e popstar. Mas seja o que quiser ser, estaremos do lado dela. Médica, professora, dentista… Aqui em casa somos muito unidos e a Maria Júlia é luz na nossa família”.

Extra Globo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp