ESPORTE

Campeonato Paraibano volta nesta quinta-feira (16) com o clássico emoção

campinense-x-botafogo-pb-samy-oliveira-campinense-19.02.20-02

Quase quatro meses depois, o Campeonato Paraibano vai ser retomado nesta quinta-feira. Pouco mais de 17 semanas após a última partida realizada no estado, a bola vai rolar novamente em solo paraibano. Depois de exatos 120 dias, Botafogo-PB e Campinense serão os responsáveis por entrar em campo para um jogo oficial ainda em meio à pandemia do novo coronavírus na Paraíba, no Brasil, no mundo. O Clássico Emoção reabre o estadual às 20h15, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, no complemento da rodada #8 do estadual.

Confira a tabela do Campeonato Paraibano
Deve existir ansiedade do lado botafoguense pelo reencontro com os gramados, mas a necessidade de uma nova vitória sobre a Raposa é algo ainda mais urgente. É que, com 15 pontos somados e um jogo a menos, o Belo vai entrar no G-2 do Grupo A a duas rodadas do término da primeira fase. E, se vencer por três gols de diferença, assume a liderança da chave.

Sem entrar em campo desde o dia 18 de março, quando empatou com o Sousa por 1 a 1, o Alvinegro da Estrela Vermelha vai contar com a presença de Mauro Fernandes no comando da equipe à beira do gramado, 27 anos depois de sua segunda e última passagem pelo clube. É ele o responsável por reger o elenco alvinegro na sequência do Campeonato Paraibano, na Copa do Nordeste e, posteriormente, no Série C do Brasileiro.

Além da chegada de Mauro Fernandes, o Botafogo-PB contratou o atacante Chaveirinho. Essa, inclusive, foi a única aquisição do Belo nas quatro linhas para a sequência da temporada. Os laterais-direitos Israel e Neílson e o meia Enercino não tiveram seus contratos prorrogados e não continuam na equipe.

 

Já Campinense está praticamente todo remodelado. A Raposa se desfez de pelo menos 14 jogadores que iniciaram a temporada e contratou 17 reforços para compor o elenco que vai finalizar o torneio estadual e que tem pela frente a disputa da Série D do Brasileiro. A baixa mais inesperada, porém, aconteceu no início da tarde dessa quarta-feira: Evandro Guimarães, que havia sido contratado para o lugar de Ruy Scarpino (que, por sua vez, substituiria Oliveira Canindé, mas sequer se apresentou ao clube), alegou problemas pessoais e não será mais o treinador rubro-negro. Hélio Cabral, anunciado como auxiliar técnico no início da semana, é quem vai ficar responsável por comandar a Raposa no duelo contra o Belo.

Em caso de vitória, o Campinense carimba de vez a vaga para a semifinal do Campeonato Paraibano. Com 13 pontos, a Raposa vai fugir do alcance do Nacional de Patos, terceiro colocado do Grupo B, com oito pontos, e garantir uma vaga definitiva no G-2 da chave.

 

 

gepb

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp