NOTÍCIAS

Suspeito de integrar uma das maiores organizações criminosas do RN é preso em João Pessoa

preso

Um homem suspeito de praticar assaltos a banco, de integrar uma das maiores organizações criminosas no Estado do Rio Grande do Norte e de ainda atuar no tráfico internacional de drogas foi preso na noite desta quarta-feira (22) pela Polícia Civil da Paraíba. A prisão ocorreu em João Pessoa e foi realizada por equipes da Delegacia de Crimes Contra Pessoa da Capital (Homicídios).

Segundo o delegado Carlos Othon, o homem é considerado de alto grau de periculosidade e era procurado pela Justiça e forças policiais do Estado potiguar há muitos anos.

“Essa prisão é importantíssima para as forças de segurança. Este indivíduo é ligado com o mais alto nível da organização criminosa do Rio Grande do Norte. Ele é assaltante de banco, envolvido com o tráfico internacional de drogas e ataca os bancos na modalidade do novo cangaço, com uso de explosivos e fuzis. É um homem de confiança no grupo criminoso”, afirmou o delegado.

Em entrevista ao programa Paraíba Verdade, o delegado explicou que o homem sequer passou a noite na Central de Polícia e foi encaminhado para o PB1, para não correr risco de ser resgatado.

As investigações apontaram que o preso ainda integra uma das maiores organizações criminosas que atua no Rio Grande do Norte e que se especializou em praticar roubos a bancos.

“Ele já foi preso pela Policia Civil de Rio Grande do Norte por pratica de crimes de receptação e adulteração de veículo roubado. Mas estava em liberdade. Na semana passada, a Policia Civil do Rio Grande do Norte tentou fazer a prisão, mas esse indivíduo conseguiu fugir do cerco policial”, acrescentou Othon.

Ainda de acordo com o delegado, a lista de crimes atribuídos ao preso é extensa. “Ele pratica assaltos a bancos, clonagem de veículos, tráfico internacional de drogas e integra uma organização criminosa. É um indivíduo de altíssimo grau de periculosidade”, declarou o delegado.

Othon destacou também que o homem atua como “braço direito” de um traficante do Rio Grande do Norte, conhecido como “Nem da Abolição”, um dos líderes da organização criminosa que atua no Rio Grande do Norte.

O preso possui importante função no grupo criminoso. Ele é o encarregado de transportar armas e drogas e ainda é cunhado de um assaltante de bancos, que foi morto durante um confronto com a Polícia Civil de Rio Grande do Norte, após um assalto a banco.

O procurado estava hospedado em uma casa de João Pessoa pertencente a uma ex-companheira do traficante morto. Com o preso ainda foi apreendida a quantia de R$ 7 mil em espécie. O homem será encaminhado para o Estado do Rio Grande do Norte, onde permanecerá à disposição da Justiça.

paraiba.com.br

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp