Chama atenção a magnitude devastadora da explosão ocorrida no Líbano na terça-feira (4). O acidente, que matou mais de 100 pessoas e estourou vidraças a quilômetros de distância, pode ser visto em imagens compartilhadas mundo afora.

As informações disponíveis até o momento apontam que o responsável pelo estrago foi o nitrato de amônio, substância inodora presente em fertilizantes. O que muita gente não entendeu é de que modo esse composto químico pode causar estragos tão violentos.

O nitrato de amônio, representado pela fórmula NH4NO3, é um sólido branco estável à temperatura ambiente e muito solúvel em água. O professor Reinaldo Francisco Teófilo, do Departamento de Química da Universidade Federal de Viçosa (UFV), explicou ao Olhar Digital que, quando exposto a altas temperaturas, este sólido se decompõe, resultando em gases que se expandem de maneira veloz.

Por esse motivo, o composto deve ser armazenado obedecendo a critérios rígidos de segurança. Ele não pode, por exemplo, ser confinado em grandes quantidades ou ficar próximo a fontes de calor.

O que aconteceu na capital do Líbano foi justamente o contrário: segundo o primeiro-ministro do país, Hasan Diab, o armazém continha 2.750 toneladas de NH4NO3, e, momentos antes da explosão, havia um incêndio ocorrendo próximo ao local onde a substância estava acomodada. Ao ser aquecida, ela começou a se decompor, desencadeando a seguinte sequência de reações químicas:

NH4NO3 → N2O + H2O
N2O → N2 + O2

“Houve uma grande liberação de energia pois a decomposição do nitrato de amônio é exotérmica [isto é, resulta em emissão de calor]”, afirma Teófilo. “Como a quantidade de material era muito grande e ele estava confinado inadequadamente, a expansão dos gases resultantes ocorreu em poucos segundos, gerando aquela nuvem”.

A explosão devastou o entorno do armazém, derrubando pessoas e arrancando janelas. As estruturas portuárias ao redor do local foram substituídas por uma cratera de 10 metros de diâmetro e dois de profundidade.

Teófilo destaca, também, que deve irromper chuva ácida na região durante os próximos dias, uma vez que é provável que as nuvens estejam carregadas com ácido nítrico.

Histórico de explosões
O nitrato de amônio já foi responsável por outros acidentes de grande proporção. Em 1947, um navio carregava cerca de 2.300 toneladas do composto próximo ao porto de Texas City, nos Estados Unidos. Bastou uma guimba de cigarro para desencadear uma explosão violenta, que matou mais de 500 pessoas e cujo efeito foi sentido em até 16 quilômetros de distância.

O nitrato de amônio é matéria-prima recorrente, também, das bombas detonadas em atentados terroristas. Em 2011, oito pessoas morreram em Oslo após o extremista Anders Breivik explodir um carro utilizando o composto.

Em 1995, durante um conhecido atentado ocorrido em Oklahoma City, os terroristas Terry Nichols e Timothy McVeigh utilizaram a mesma substância para explodir um edifício. Na ocasião, 680 pessoas ficaram feridas e 168 morreram.

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) prorrogou novamente os prazos para a entrega das documentações de isento do pagamento de IPVA (Imposto sobre Propriedade Veicular e Automotores) para as placas com finais 3, 4 e 5, do exercício de 2020, e incluiu, em nova portaria, a placa com final 7, que tinha prazo válido até o dia 31 de julho.

Como as repartições fiscais continuam fechadas diante do Estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) e em virtude da disseminação da Infecção Humana pelo novo coronavírus (Covid-19), a entrega dos documentos das placas com finais 3, 4 e 5 foi adiada para o dia 31 de agosto, enquanto a placa com final 7 foi prorrogado até 30 de setembro. Já a entrega dos documentos da placa com final 6 teve a data prorrogada mantida para também o dia 30 de setembro.

A nova prorrogação de documentos foi publicada em portaria no Diário Oficial Eletrônico (DOE-Sefaz) desta quarta-feira (5). Ela trouxe os novos prazos para a entrega dos documentos que comprovam o gozo desse direito (Veja o novo calendário dos prazos no quadro abaixo).

A Sefaz-PB esclarece que o adiamento da entrega de documentos do IPVA é válido apenas para aqueles que solicitaram a isenção de IPVA, nas repartições fiscais do Estado, até o dia 31 de dezembro do ano passado.

NOVO CALENDÁRIO DE ISENTOS DO IPVA

NOVO CALENDÁRIO DE ISENTOS DO IPVA

PLACA NOVA DATA
Final 3 31 de agosto
Final 4 31 de agosto
Final 5 31 de agosto
Final 6 30 de setembro
Final 7 30 de setembro

 

Fonte: Portaria nº 105 de 5 de agosto 2020 (DOE-Sefaz)

As praças de alimentação de shopping centers de João Pessoa podem retomar o funcionamento a partir desta quinta-feira (06). A reabertura foi autorizada pelo prefeito da capital paraibana, Luciano Cartaxo, na última terça-feira (04).

Os locais deverão funcionar de acordo com as novas regras de flexibilização.

Limitação a 50% da capacidade local, distanciamento de 1,5 metro, disponibilização de álcool gel e a continuidade do uso obrigatório das máscaras. O horário estabelecido é o mesmo de funcionamento dos shoppings.

A Prefeitura também promoveu alterações referentes aos protocolos da quarta etapa do plano, com relação aos restaurantes self-service e no horário de funcionamento de cafeterias e lanchonetes. Eles deverão funcionar em horário corrido, de 12h às 20h e não mais conforme estava estabelecido anteriormente, que seguia os mesmos horários de bares e restaurantes.

Uma outra mudança acontece nos restaurantes que servem refeições self-service. A partir desta quinta, não será mais obrigatória a presença de um funcionário do estabelecimento servindo os clientes. Para reduzir as aglomerações, estes restaurantes deverão dispor de protetores salivares nos buffets, mas os próprios clientes poderão se servir utilizando luvas descartáveis oferecidas pelos estabelecimentos

clickpb

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, autorizou nesta quarta-feira (05), o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) retirar a tornozeleira eletrônica que ele utiliza desde fevereiro deste ano. De acordo com o ministro, Coutinho pode ficar sem o equipamento até que seja julgado o mérito do habeas corpus impetrado pela defesa.

Para a defesa de Coutinho, o equipamento eletrônico está com defeito e isso faz com que ele sair de casa constantemente para realizar os reparos, ficando assim, exposto ao novo coronavírus. O ex-governador já tentou retirar a tornozeleira, durante o recesso do Judiciário, mas os ministros Dias Toffoli e Luiz Fux não aceitaram. Com isso, ficou a cargo de Gilmar Mendes analisar o pedido.

No dia 30 de abril de 2020, a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou o pedido do ex-governador Ricardo Coutinho para suspender as medidas cautelares que o obrigam a usar tornozeleira, se recolher em casa até no máxima às 20h, e não deixar os limites da cidade de João Pessoa.

Na época, Coutinho afirmava em seu pedido que as medidas cautelares frustram a sua atividade profissional, já que ele está impedido de se deslocar para Brasília, onde exerce atividades na Fundação João Mangabeira, mantida pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).

clickpb

O Treze devolveu o placar do jogo de ida contra o Botafogo-PB e conquistou a uma vaga na final do Campeonato Paraibano. Nesta quarta-feira (05), o Treze venceu por 2 a 0 e se classificou nos pênaltis.

Os gols foram marcados pelo zagueiro Fred, contra, e o atacante Ermínio no tempo normal. Nas penalidades, o lateral Kellyton, do Botafogo, teve a cobrança defendida pelo goleiro Jefferson. A penalidade decisiva foi cobrada pelo zagueiro Nilson Júnior, que definiu o placar em 5 a 4.

O zagueiro Fred, contra, e o atacante Ermínio balançaram as redes no tempo normal para o Treze, que atuou em casa. Na disputa de pênaltis, o lateral Kellyton, do Botafogo, teve a cobrança defendida pelo goleiro Jefferson. O zagueiro Nilson Júnior, do Galo, bateu a penalidade decisiva, que definiu o placar em 5 a 4.

O Treze, que já tem 15 títulos paraibanos, volta a uma final três anos após o vice-campeonato de 2017. O último título foi em 2011. Com a classificação à decisão, o Galo ainda se garantiu na Copa do Brasil do ano que vem, assim como o Campinense, que, na terça-feira (4), passou pelo Sousa, também nas penalidades.

O Clássico dos Maiorais, como é conhecido o duelo entre os principais clubes de Campina Grande (Treze e Campinense), vai decidir a competição. As datas e horários das partidas ainda serão anunciadas pela Federação Paraibana de Futebol (FPF).

O Botafogo volta as atenções para a Série C do Campeonato Brasileiro. A equipe estreia no domingo (9), às 20h, contra o Ferroviário, em Fortaleza.

paraiba.com.br