TECNOLOGIA

Astronautas voltam à Terra com sucesso após 196 dias longe da pandemia

20201022082948_1200_675_-_astronautas_retornam_a_terra_apos_196_dias

Bem como esperado, o astronauta Chris Cassidy, da Nasa, e os cosmonautas russos Ivan Vagner e Anatoly Ivanishin retornaram à Terra na noite de quarta-feira (21) em uma cápsula do foguete Soyuz (MS-16). O trio realizou uma missão de 196 dias na Estação Espacial Internacional (ISS) e passou boa parte da pandemia de Covid-19 no espaço.

O evento foi transmitido pelos canais oficiais da Nasa na noite de ontem. Por volta das 23h54 (horário de Brasília), eles pousaram na cidade de Zhezkazgan, no Cazaquistão. A missão foi lançada no início de abril, exatamente quanto o isolamento social e lockdown passaram a ser adotados como medida preventiva contra o coronavírus (Sars-Cov-2).

A tripulação também passou por uma quarentena rigorosa, como disse Cassidy em março. A aterrissagem ocorreu apenas dez dias antes do 20º aniversário do lançamento da primeira tripulação que fez residência na ISS. Na época, a tripulação também era formada por um norte-americano e dois russos.

Reprodução

Após pouso no Cazaquistão, tripulação da Soyuz realizou exames e foi enviada para os EUA e Rússia. Imagem: NASA TV/Reprodução

No Twitter, Cassidy relembrou quando o “Capitão Bill Shepherd assumiu o comando da Expedição 1. Agora, estamos encerrando aquelas duas décadas de operações tripuladas da ISS com astronautas da Marinha dos EUA no espaço”.

Durante a missão Demo-2, eles ainda tiveram a companhia dos astronautas Bob Behnken e Doug Hurley. Cassidy diz que “foi fantástico ter amigos à mesa para refletir sobre o dia, pensar sobre o amanhã e falar sobre os eventos mundiais”.

Nova missão na ISS
Agora, a ISS passa a ser controlada por outra tripulação: Kate Rubins, da Nasa, e os cosmonautas Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov. Eles chegaram à ISS em 13 de outubro e devem permanecer até abril de 2021.

Durante a cerimônia de mudança de comando, que passa de Cassidy para Ryzhikov, o astronauta da Nasa relatou passagens de outros e relembrou “o privilégio de receber a missão de demonstração da SpaceX a bordo da Estação Espacial Internacional”.

Assim que pousaram, os tripulantes forneceram exames médicos iniciais enquanto se ajustavam à força da gravidade. Cassidy foi levado por um avião da NASA de volta para Houston, enquanto uma outra aeronave do Gagarin Cosmonaut Training Center ficou encarregada de levar Ivanishin e Vagner para Star City, na Rússia.

No total, Cassidy, de 50 anos, já registrou 378 dias no espaço. Ivanishin, com 51, chega à marca de 476 dias longe da Terra. Já Vagner, de 35 anos, fez seu primeiro voo espacial.

 

Via: Space

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp